top of page

Crédito consolidado, o que é e para que serve?

Atualizado: 28 de jun. de 2022

O crédito consolidado, como o nome indica destina-se a juntar os créditos num só, diminuindo com isso o esforço financeiro das famílias.

Muitas vezes os créditos vão-se acumulando… crédito automóvel, cartões de crédito, crédito pessoal, tornando difícil a gestão, quer pelo peso financeiro quer pela dispersão de mensalidades ao longo do mês. Como solução foi criado um crédito pessoal destinado a consolidar as responsabilidades. Não se trata de uma restruturação de divida. A designação reportada a banco de Portugal é de crédito pessoal. O que acontece é que a instituição “compra” a divida aos outros credores.

Ao pensar fazer uma consolidação, deve ter em conta o prazo e a taxa de juro dos créditos a consolidar. No caso do crédito automóvel com reserva de propriedade, muitas vezes pode não compensar a inclusão. O risco ao ter um bem real como garantia é mais reduzido logo a taxa de juro também o é. Contudo existem situações especificas em que pode compensar o acréscimo para deixar de ter a reserva de propriedade do veículo, como por exemplo se quiser trabalhar nas plataformas TVDE. Mas deve sempre ser uma opção consciente e ponderada, estando ciente de todas as condições.

No caso dos cartões de crédito, temos assistido a estratégias muito agressivas por parte de algumas entidades o que leva a dividas de cartão equivalentes a créditos pessoais, mas com taxas por vezes superiores ao dobro, isso reflete-se na mensalidade e na impossibilidade de terminar a divida, provocando o efeito “bola de neve”. Nessas situações, a menos que haja capitais próprios o melhor é consolidar, assumindo uma mensalidade menor e com prazo de termino. Quanto aos restantes créditos pessoais, deve-se fazer a analise da taxa de juro versus tempo, para considerar a inclusão.

Se usado com responsabilidade é um excelente recurso das famílias, na reorganização familiar e até mesmo na criação de um fundo de reserva ou investimento em poupança.

As instituições que fazem crédito consolidado são sensíveis às necessidades do cliente, podendo em casos específicos e sem recurso a incremento de divida estender o prazo além dos convencionais 84 para os 120 meses.

Mas como qualquer produto de crédito, deve ser analisado tendo em conta todas as variáveis, o intermediário de crédito pode ajudar na procura de soluções e na escolha da melhor opção caso a caso.




17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page